Fazer disciplina isolada ajuda a entrar no mestrado?

Percebi que algumas pessoas tem encontrado o meu blog com esse questionamento, relacionando a disciplina isolada como o caminho mais fácil para ingressar num mestrado. Bem, eu mesma não sei qual é o caminho mais fácil pra entrar no mestrado por que ainda não entrei em nenhum, mas já fiz duas disciplinas isoladas sendo uma no PPGCIN (Mestrado em Cîência da Informação) e outra no PPGEGC (Mestrado em Engenharia do Conhecimento), ambos na UFSC. Não sei se isso, por si só, facilita ou não a entrada no mestrado, talvez eu descubra ano que vem. Fiz essas disciplinas por que achei que poderiam me ajudar, recomendando mais literatura e coisas que eu não conhecia e/ou ainda não tinha visto.

Acho que tudo o que fazemos durante a graduação, desde a participação em eventos, apresentação de trabalho, pesquisa de iniciação científica ou extensão, tudo ajuda um pouco, só não sei o quanto. Pelo menos na UFSC existem as tais das Disciplinas Extracurriculares/Optativas, onde temos um mínimo de horas a serem entregues à coordenação antes do curso terminar.. Tudo isso vira ‘material’ na hora de fazer o levantamento de documentação pra ser entregue no mestrado. Fazer disciplina isolada pode ser bom sim, mas também pode ser um tiro no pé, se você não conseguir (ou não tiver saco para) acompanhar o que está sendo proposto e não conseguir finalizar a disciplina direito. Esse era o meu maior medo quando me propus a fazer essas disciplinas isoladas.

Mas consegui terminar as duas e tenho um artigo que preciso finalizar de uma delas, aliás. Não sei se isso me ‘garante’ alguma coisa, mesmo por que, não pretendo tentar mestrado na UFSC, tentarei em outra universidade. De qualquer forma, acho que valeu a pena, pois além de conseguir pôr em prática algumas coisas que queria, também consegui mais algumas leituras e pude entender melhor como funciona as aulas de mestrado, tirando alguns pré-conceitos que eu tinha na minha cabeça. Nada é tão complicado quanto parece e também não é um bicho de sete cabeças como a maioria das pessoas gosta de pintar. Se você tem disciplina, organização, curiosidade e um bocado de paciência, nada é impossível num mestrado.

About these ads

Sobre Dora

Sonhadora. Curiosa. Bibliotecária.
Esse post foi publicado em Vida Acadêmica e marcado , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Fazer disciplina isolada ajuda a entrar no mestrado?

  1. Ana Luiza Andrade disse:

    meu maior sonho é fazer mestrado, vou tentar com matéria isoladas se Deus quiser…

  2. Pingback: Disciplina isolada como aluna ouvinte | Dora Ex Libris

  3. Carolina disse:

    Olá. Sou aluna de mestrado pela UFPE e entrei sem ter feito nenhuma disciplina isolada. Apesar disso, sou da opinião de que cursar esta modalidade de disciplina ajuda – e muito – durante o processo seletivo. Vou explicar porque… Em primeiro lugar, em geral, isso gera pontos no currículo. Em segundo lugar, te dá um panorama de como o mestrado se estrutura, que autores são estudados, que pesquisas são realizadas e talz. Em terceiro lugar, você conhece os alunos de lá, que poderão te dar dicas valiosas acerca da seleção. Por fim (e talvez o mais importante), te coloca ao lado dos professores e te dá a chance de conhecer o trabalho do seu futuro orientador. Lembre-se de que você provavelmente terá que elaborar um pré-projeto de pesquisa para concorrer às vagas. Seu projeto deverá se afinar com algumas das pesquisas já realizadas no programa. Neste caso, conhecer bem o local será de fundamental importância.

    Espero ter ajudado!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s